Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Daltozo
 


Não vai ter jeito. Mais dia, menos dia, teremos zona azul de estacionamento nas principais ruas de Martinópolis. Hoje já está difícil encontrar vagas para estacionar nas nossas ruas comerciais, as pessoas estão deixando os veículos cada vez mais distantes de onde precisam ir. Outros, mais previdentes, estão indo a pé, quando não precisam carregar objetos pesados ou volumosos. Na segunda feira à tarde, dia 24, demorei cinco minutos para encontrar uma vaga e deixei meu carro a duzentos metros da loja que precisava adquirir um produto.

 

 

 

Com o sistema de zona azul, usando talão de estacionamento de uma ou duas horas, por um valor de, digamos, apenas 1,00 a hora, seria uma solução imediata. Os motoristas que atualmente deixam os carros parados o dia inteiro no mesmo local, não poderão mais fazê-lo. No início, o sistema seria implantado apenas na rua 9 de Julho, avenida Coronel e avenida Pe. Jorge Summerer, em seus trechos com maior volume comercial, além dos quarteirões próximos. Alguns comerciantes podem ser contra no início, mas depois concordarão que nesse sistema todos saem ganhando.

 

 

 

Em São Paulo, para citar como exemplo a maior cidade do país, estacionar também está cada vez mais difícil e complicado. As zonas azuis vão sendo substituídas por faixas exclusivas de ônibus ou por ciclovias. O preço do estacionamento, na capital paulista, está pela hora da morte. Em bairros considerados nobres, com grande circulação de pessoas, está custando 18,00 a primeira hora e 5,00 cada hora seguinte. Nos bairros um pouco mais distantes, os valores são de 10,00 a primeira hora e 2,00 cada hora seguinte.

 

 

 

Em Martinópolis ainda não há necessidade de estacionamentos particulares pagos, mas se fizermos uma projeção para daqui a dez ou quinze anos, com certeza eles também começarão a existir. Fiquei sabendo que um empresário paulistano, nascido em Martinópolis, vai construir na rua 9 de julho, perto do Bradesco, um edifício de dois pavimentos para abrigar uma galeria de lojas. Não conheço o projeto, mas acredito que ele tenha tido o cuidado de pensar no futuro e construir um andar de estacionamento no subsolo, para uns 40 veículos. Para quem vai gastar um bom dinheiro na construção do prédio, tem que pensar no futuro - com eu disse antes, pensar daqui a 10 ou 20 anos - e ter esse estacionamento no subsolo. Uma simples laje a mais, alguns milhares de tijolos e algumas centenas de sacos de cimento a mais e tudo estará resolvido. Ainda dá tempo de estudar isso, porque as demolições dos prédios antigos nem começaram.

 

 

 

Estacionamento, eis a palavra chave hoje em dia. O motivo do Martshopping, na rua José Teodoro, não ter sido o sucesso previsto foi exatamente esse: a falta de estacionamento. Cada dia mais e mais pessoas possuem carros, as indústrias automobilísticas despejam milhões de novos carros todos os anos. Onde estacioná-los em nossa ruas cada vez mais atulhadas?

 

 

 

 

 



Escrito por José Carlos Daltozo às 10h08
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]